Jardim do Seridó

No final do século XVII, com o objetivo específico de reprimir a volta dos índios Cariris, uma expedição chegou ao território, marcando a presença do homem branco em área indígena. O povoamento da região só ocorreu algum tempo depois com a chegada de Antônio Azevedo Maia, nos idos de 1770, que tornou-se o novo proprietário da fazenda que comprou ao Sargento Mor Alexandre Nunes Matos e deu-lhe o nome de fazenda Conceição.

Ao falecer em 1822, Antônio Azevedo Maia deixou uma grande descendência e nessa época a comunidade Conceição já estava alcançando desenvolvimento de vila. Em abril de 1853, foi instalada uma escola e em 1856 passou a ser freguesia de Nossa Senhora da Conceição.

Desmembrado de Acari, em 1 de setembro de 1858, pela Lei nº 407, o povoado de Conceição passou a município com a denominação Jardim, em virtude da existência de um belo jardim cultivado pelo Capitão Miguel Rodrigues Viana.

Em 27 de agosto de 1874, de acordo com a Lei nº 703, para diferenciar de Jardim de Angicos, o município passou a ser chamado de Jardim do Seridó.

Síntese das Informações

Área territorial

367,645 km²   [2018]

População estimada

12.395 pessoas   [2018]

Densidade demográfica

32,86 hab/km²   [2010]

Escolarização 6 a 14 anos

99,6 %   [2010]

IDHM Índice de desenvolvimento humano municipal

0,663   [2010]

Mortalidade infantil

10,00 óbitos por mil nascidos vivos   [2017]

Receitas realizadas

23.852,40301 R$ (×1000)   [2017]

Despesas empenhadas

21.109,01942 R$ (×1000)   [2017]

PIB per capita

11.433,58 R$   [2016]

Prefeito(a):

José Amazan Silva